AEB assume projeto de atendimento emergencial à pessoas com dependência química

AEB assume projeto de atendimento emergencial à pessoas com dependência química
20 de julho de 2017 Zwei Arts

No dia 13 de julho, a Associação Evangélica Beneficente, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, assumiu a terceira unidade de Atendimento Diário Emergencial (ATENDE 3) destinada ao tratamento e reinserção para pessoas com dependência química nas aglomerações da cracolândia. Na ocasião, a Orquestra do Projeto Criar&Tocar também esteve presente para celebrar o momento.

O motivo da AEB ter sido convidada para esta nova responsabilidade se deve ao seu destaque e referência no atendimento realizado à população em situação de rua, na cidade de São Paulo, através da Casa Porto Seguro,

O Secretário da SMADS Filipe Sabará apresentou a proposta de serviços do ATENDE 3. Segundo o site da prefeitura de São Paulo, ele acredita no equipamento como um meio de transformação para os atendidos. “Oferecemos serviços para que seja realmente uma porta de entrada para outra realidade”, afirmou.

A estrutura do projeto conta com espaços de descanso, banheiros, refeitório, consultórios de atendimento psicossocial, cabeleireiro e barbearia. Além disso, ele também oferece oficinas e atividades com foco na reinserção social dos conviventes.

Trinta profissionais foram contratados através de um grande processo seletivo realizado no dia 10 de julho, na sede administrativa da AEB. Entre as pessoas contratadas estão, assistente técnico, assistente social, psicólogo, orientador social e agente operacional. Para ocupar o cargo de Gerente de Serviços, o ex-gerente da Casa Porto Seguro Dinei Spadoni assumirá.

O presidente da AEB, Marcelo Custódio de Andrade entende o projeto como uma oportunidade de ajudar a situação delicada da cracolândia em São Paulo, atualmente.

“Nós estamos realmente muito felizes com essa parceria, mas não deixa de ser um grande desafio. Nós estamos falando de pessoas que estão em dependência química, que estão sendo desacreditadas por muitos, mas a AEB tem confiado no poder de Deus e na Sua providência, e sabemos que estamos aqui pela mão d’Ele”, contou.